Loading...

PASSAGEM AÉREA

terça-feira, 20 de março de 2012

No outono, hospitais infantis de BH esperam aumento nas emergências


Durante a estação, crescem os problemas respiratórios.
Inversão térmica marca outono na cidade.

Do G1 MG

Dias quentes, noites frias e baixa umidade do ar. O outono começou nesta terça-feira (20), e as mudanças típicas desta estação aumentam as chances de doenças respiratórias, principalmente em idosos e crianças. Os hospitais infantis esperam um aumento de 34% nas emergências, com o frio e a secura do tempo.
São doenças respiratórias, do resfriado à pneumonia, que podem ser prevenidas. De acordo com a alergista e pneumologista Marisa Lajes Ribeiro, é recomendado evitar a exposição ao cigarro e o contato com pessoas que estejam doente. Segundo a especialista, também é aconselhável manter a casa aberta e lavar bem as mãos. Também é importante nessa prevenção cuidar do nariz. Os médicos recomendam lavá-lo com soro fisiológico mais de uma vez por dia.
Os problemas respiratórios aumentam durante a estação porque o ar fica diferente. Ainda não se percebe, mas o horizonte vai mudar por causa da inversão térmica. O fenômeno, marcante no outono em Belo Horizonte, caracteriza-se pelo aumento da temperatura da superfície, que fica mais baixa do que a temperatura em altos níveis da atmosfera, dificultando a dispersão de poluentes na atmosfera.
No Triângulo, Norte e Nordeste de Minas Gerais, o outono será mais seco neste ano. A umidade relativa do ar deve ficar abaixo da média de 20%. Já no Sul, a estação será mais fria que o normal, com temperaturas abaixo dos 13ºC. E em Belo Horizonte, a previsão é ficar na média histórica, com mínima de 12ºC em junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário