Loading...

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Tartaruga gigante é encontrada morta em praia do Norte do ES

 

Estado é o único do Brasil que recebe estes animais, diz Projeto Tamar.
Tartaruga gigante morreu presa em redes de pesca.

Do G1 ES
Uma tartaruga gigante foi encontrada morta na praia de Linhares, no Norte do Espírito Santo, na manhã desta quarta-feira (19). Segundo o Projeto Tamar, o animal possui 1,15 metros de largura por 1,57 metros de comprimento. Para funcionários do projeto, a tartaruga morreu porque ficou presa em redes de pesca, facilmente encontrada nas praias. A espécie encontrada está em extinção.
Espírito Santo é ponto de chegada de tartarugas gigantes
O Espírito Santo é único estado do país que recebe regularmente as tartarugas gigantes durante seu período de desova, de acordo com informações do Projeto Tamar. O principal destino da espécie em extinção são as praias próximas à foz do rio Doce como Regência e Povoação, no município de Linhares. Por ano, a região recebe de 4 a 5 fêmeas na temporada de desova, nos meses de novembro e dezembro.
Tartaruga gigante é encontrada em praia do Norte do ES (Foto: Reprodução/TV Gazeta)Tartaruga gigante é encontrada em praia do Norte do ES (Foto: Reprodução/TV Gazeta Norte)
Cada espécie de tartaruga marinha escolhe uma região para desova de acordo com suas preferências, que envolvem uma série de fatores como a temperatura da água,  os grãos de areia, se a praia tem mar aberto, se tem recife de corais, etc. As praias do litoral norte do estado apresentam características que atraem as tartarugas gigantes: mar aberto, são próximas à foz de rio,  suas ondas são maiores e a areia é mais grossa.
Cada ninho de uma tartaruga gigante (também conhecida como tartaruga couro) contém cerca de 90 ovos, menos que a quantidade normal das outras espécies de tartarugas marinhas, que podem chegar a 120 ovos por ninhada. O executor da base de Comboios do Projeto Tamar, Henrique Filgueira explica que essa espécie é diferente das demais. “Elas são muito raras, com hábitos diferentes. Vivem em alto mar, enquanto as outras espécies normalmente ficam pela costa, mergulham muito fundo e nadam grandes distâncias. Elas contam com toda uma biologia e uma ecologia diferente”. A tartaruga gigante é a maior do mundo, e pode chegar a dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.
Graças à sua raridade, o ProjetoTamar realiza um trabalho de conscientização nas regiões que recebem as tartarugas durante a desova, como a restrição de veículos, fogueiras e iluminação artificial. “São áreas que a gente monitora há quase 30 anos, além do trabalho feito junto aos moradores da região que ajudam a divulgar as campanhas de conscientização”, lembra Henrique.
Além do Espírito Santo, outros lugares também recebem regularmente, e em maior quantidade, as tartarugas gigantes na época de desova, como Gabão, na África, Costa Rica  na América Central, e Suriname  na América do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário